• w-facebook
EXPOSIÇÕES

1/12

2016 - AMAZÔNIA INDÍGENA

A Amazonia estará livre quando reconhecermos definitivamente que essa natureza é a nossa cultura, onde cada árvore derrubada é como uma palavra suprimida e um rio poluído é como uma página censurada."  

Marcio de Souza

1/10
2015 - CORAÇÃO À DERIVA

As sereias são seres que encantame seduzem os navegantes e os amantes do mar e da natureza. Nas palmas das suas mãos sem linhas, vivem eternamente em nossa imaginação e nos arrebatam para sempre, com seu canto e sua beleza.
Pensando nessa magia, pintei e vivi ser sereia, por ser mãe e querer embalar como elas, nossos filhos na ondas do mar.

Claudia Simões

 

1/7
2014 - O MAR QUE EU SEMPRE AMEI

Sonhar, olhando o movimento do mar,  nos lembra que:  

" Exista no silêncio tão profunda sabedoria, que as vezes se transforma na mais perfeita resposta " 

Fernado Pessoa.

Tão sutil e maravilhoso, quanto o próprio embalar das ondas

Claudia Simões

 

1/12
2013 - ABECEDARIO POETICO DE FRUTAS

É o meu primeiro livro em literatura infantojuvenil, ilustrado com minhas aquarelas.

Com muitas cores e sabores, me encantei em tentar transmitir, os cheiros deliciosos dessas frutas sobre o papel. Enchendo meu imaginário de satisfação e prazer.

 

Claudia Simões.

1/6

1/7

1/7

1/6

1/6

1/7
AFRICA

1/6

1/8

1/8

1/8

1/8

1/6

1/7

1/10

1/5

2011 - AQUARELANDO O MAR

Sou apaixonada pelas águas,

e poder pintar a água com a água,

é a minha grande paixão.

Sejam os mares, os lagos, as neblinas, os rios e as nuvens.

 

Poder transportar com harmonia esses elementos para o papel.

E estimular e sensibilizar o olhar

de quem aprecia as belas imagens.

 

Claudia Simões

2010 - H2O

 

Vendo o mar, 

apreciando o movimento das ondas, 

sentindo o vento, 

vendo os caminhos das correntezas, 

nada mais é tão vivo quanto esse elemento.

Quando pinto o mar, mergulho de cabeça nessas águas. 

Me sinto livre, imensamente feliz.

 

Claudia Simões

2009 - VISÕES DE UM VERÃO

O calor que tras essa estação,

o equilibrio descompassado do sol e das chuvas.

Meu pais tropical, minha amada pátria,

que nem só de verdes e azuis pintam meu coração.

 

Claudia Simões

 

2008 - JAWS

Jaws significa mandíbula.

Jaws significa vida ou morte.

Jaws significa beleza, poder e encantamento.

O homem que surf Jaws é possuido por uma sensação indescritível,

vive uma experiência única.

Ele se transforma perante aquela onda, passando a compor o todo.

Se tormando parte do movimento.

Assim, como os surfistas, nós artistas nos transformamos.

Nós lembramos os mágicos, que, com amor e paixão, divertem um espectador como ma vela e um pavio. Tocam-no no momento em que ele possa sentir

que tem um corpo e um coração.

 

Claudia Simões

2005 - AQUARELAS DO BRASIL 

A pintura de Claudia Simões só é identificada com um lugar, porque representa a geografia do infinito. 

Isso que permite a um indonésio ou canadense captarem significados próximos, como deveriam ser as aspirações por tempo de paz.

O que suas cenas revelam é o mundo visto do Brasil, 

naquilo que ele tem de melhor: a alegria de viver.

 

Eduardo Yázigi

Professor de Teoria da Criatividade da Universidade de São Paulo.

 

Her work is only tenuously identified with place,

because it represents the geography of the infinite.

This is whats permits indonesian and canadian, alike to find  personal meaning in it,

such should be our aspirations for times of peace.

Although her portraits may originate in Brasil,

What her scenes reveal is the world seen, 

with the joie de vivre, thats is its best quality.

 

Eduardo Yázigi

Teacher of the Criativity Teory of the São Paulo University.

2004 - AMAZONIA

Cada vez mais, as aquarelas de Claudia Simões nos revelam algo muito do seu particular, 

seja na explosão e domínio técnico,

seja na apreciação prazeirosa das imagens reveladas.

 

Tina Carvalho, amiga de muitas viagens

 

Each time, Claudia's watercolors reveal to us something very unique about her,

the explosion of her technical authority,

the joyful appreciation of the recealed images.

 

Tina Carvalho, friend of many journeys.

2003 - ABRINDO AS ÁGUAS

Quadros em uma galeria, manchas de tinta sobre a tela embora, na realidade, uma soma de sonhos, esperanças e inspirações.

Uma apresentação visual de algo mais do que as palavras podem dizer.

Uma profusão de emoções, de uma forma que pode ser compartilhada com os outros.

Uma panacéia da alma do artista o sinal exterior do coração e do interior do espírito.

 

Michael Hammond, Vancouver, Canada.

 

Pictures in a gallery just daubs of paint and canvas an yet, in reality, a sum of dreams, hopes and inspiration.

A visual presentation of more tham words can say.

An outpouring of emotions in a form that can be shared with others.

Panacéia to the artist's soul the outward sign of heart and inner spirit.

 

Michael Hammond, Vancouver, Canadá.

2002 - DROP TOTAL

 

Aquela gigantesca parede d`água, 

faz parte da adrenalina que sente um surfista, no drop de uma onda.

Pensar em descer todo aquele paredão de água e de pura energia em movimento,

é entrar em outro universo em imensa conexão e puro deleite.

Aquarelar uma cena dessas, também faz parte,

da alegria que sinto, dentro da observação do meu próprio ser.

 

Claudia Simões

2001 - TODO NOSSO VERÃO

As obras criadas por Claudia Simões refletem a sua competência no uso da cor com sentimentos profundos. Cientista de formação, a sua aquarela revela um olhar que captura de detalhes, mas com uma essência arrebatada pela simplicidade.

Os cenários de suas obras são charmosos, bonitos e doces.

Se a pintura é a arte que reflete a alma do artista, então a felicidade está certamente na alma da Claudia.

 

Wayan Karja, artist and art educator

Dempassar, Bali, Indonésia.

 

The  paintings created by Claudia Simões, reflect her expertise in use of color with deep feelings.

As a former of scientist, her watercolors reveal a keep eye for detail, yet there have a broad, sweeping sente of simplicity.

The settings of her paintings are charming, beautiful and sweet. If painting is a reflection of the inner feelings of the artist, then happiness is surely,  the soul of Claudia.

 

Wayan Karja, artist and art educator.

Dempassar, Bali, Indonésia.

1999 - NOVOS RUMOS, NOVOS     CAMINHOS

 

A vida nos leva a tantos caminhos e encruzilhadas.

Minha vida aberta, vida aprendida, vida crescida.

As oportunidades vem e vão, assim como o vento que passa.

Nossos rumos, só dependem da nossa escolha.

Tudo acontece muito rápido.

Devemos alinhar o nosso crescimento nessa terra, com o nosso espirito 

Para que passemos por aqui, com sabedoria e felicidade.

 

Claudia Simões

1998 - AMERICA DO SUL

O meu próprio continente, a minha própria cultura,

tudo isso é mais latente em mim.

Eu procuro o tema, eu tento interpretar e recriar a cena.

A simbologia, as cores, tudo interage entre eu e minha obra, porque isso faz parte da minha vida.

A criação dessa série, foi inspirada pelo sentimento e a motivação de resgatar,

a magia das cenas da natureza, dessa terra tropical e cheia de emoções.

 

Claudia Simões

 

 

South America

 

My own continent, my own cultura.

I search the theme and try to recreate the scenes .

Symbolism, colors, everything interacts between myself and my painting, because this is part of my live. 

This series was inspired by the need to let flow the magic of nature in this tropical land full of emotions.

 

Claudia Simões

1998 - TODOS OS MOMENTOS

Essa série extrai a energia da natureza com  pinceladas precisas, 

cores ora pasteis e delicadas,

ora fortes e agressivas que estimulam e sensibilizam o Olhar.

 

Meiri Lévin, curadora da exposição.

1996 - AFRICA

Cada minuto de cada hora, é um tesouro a ser cuidadosamente saboreado

e posso me lembrar vividamente a excitação de ver meu primeiro leão na região do rio Mara,

os primeiros encontros com elefantes em Samburu,

a comunicação quase telepática com Maria, nômade da tribo Masai.

Uma das experiências mais fortes que tive em aquarela

 

Claudia Simões.

1994 - PAISAGENS DA ÁSIA

Quando se fala em Oriente,

eu não só coloco China, Burma,Laos, Tailândia, Indonésia,

mas toda cultura oriental, 

a maneira como as pessoas vivem, a sua religiosidade, os seus costumes.

Como elas se colocam em relação à vida e como nós nos colocamos à prova dessa vivência.

 

Eu experimento a cada instante sensações novas,

que viram estímulos para retratar cenas,

onde eu transcodifico aquela leitura que toca o meu coração

e transforma o mistério em uma grande surpresa,

que a cada esquina aparece,

numa obra cheia de energia e satisfação.

 

Claudia Simões

VENEZA

Ser capaz de pintar esta cidade maravilhosa?

Capturar a magia, esta atmosfera que nos enfeitiça a todos?

Isto, que cria na retina a dimensão de espaço,

a percepção da cor na gama histórica da escala de cores,

é que dá ao coração sua felicidade natural.

 

Michael Hammond, Vancouver, Canada

 

To be able to paint this lovely city?

Capture the magic, this atmosphere that bewiches us all?

This, that creates in the retina 

the dimension of a space, the perception of color in its historic scale, 

that gives the heart natural happiness.

 

Michael Hammond, Vancouver, Canada